Nuvem Microsoft Azure + LGTi Serviços Gerenciados

Veja o exemplo de como a nuvem é sim a opção mais barata

Datacenter Local

Imagine a situação hipotética de uma empresa de médio porte com aproximadamente 100 funcionários onde toda a infraestrutura para execução de sistemas e armazenamento de dados e serviços encontra-se no prédio local da mesma, no modelo de Datacenter Local.

Nosso exemplo possui um parque de 3 servidores físicos com dois processadores cada (1 de aplicações, 1 de banco de dados e 1 para arquivos) ao custo de R$ 10.000,00 cada. Cada servidor possui 4 cores de processamento e 8 GB RAM.

l

Manutenção

10horas por mês:

R$ 14.400,00 valor anual

R$ 43.200,00 para 3 anos

h

Licenças

Cada Windows Server: US$ 1.300,00 (~ R$ 5.200,00)
Para esse cenário: ~R$ 15.600,00

Valor da CAL do Windows U$ 48,00 (4800,00 x 100 usuários) (~R$ 19.200,00)

 

V

Área Datacenter

Valor médio do m²: ~R$ 5.000,00

Sala Comercial 20m²: R$ 100.000,00

Internet Redundante

Valor mensal de um link dedicado de internet (4 MB): R$ 4.000,00

Valor mensal para dois links (8 MB): R$ 8.000,00

Valor anual de internet: R$ 96.000,00

Valor de internet para três anos: R$ 288.000,00

Energia Elétrica

Custo anual aproximado de um servidor (7.446 kWh): ~ R$ 1.712,00

Custo tri-anual aproximado de três servidores: ~ R$ 5.136,00

 

s

Custos com Refrigeração

Custo mensal de um ar de 18.000 BTUS (classe A): ~ R$ 190,00

Custo anual: ~ R$ 2.280,00

Custo da refrigeração para três anos: ~ R$ 6.840,00

Custo para 3 anos

Custo Mensal

Datacenter em Nuvem

De outro lado, vamos montar uma infra semelhante no Microsoft Azure + Serviços Gerenciados da LGTi. Segue o ambiente provisionado:

  • 3 servidores A3
    • 8 cores de processamento
    • 14 GB RAM
    • 605 GB de disco
  • Serviços Gerenciados LGTi
    • Toda a gestão e suporte do Datacenter em nuvem
    • Já incluso migração para Nuvem

Some a isso a internet necessária para alcançar os recursos (que neste caso nem precisa ser tão performática como no caso de se manter a infra “dentro de casa”). Assim, sumarizando os recursos necessários no Azure com seus respectivos custos, temos a lista abaixo.

  • 3 Servidores A3 + LGTI SG: R$ 6.682,80
  • Internet: R$ 2.000,00
  • Refrigeração: Sem preocupação
  • Depreciação: Sem preocupação
  • Custo do m²: Sem preocupação
  • Energia elétrica: Sem preocupação

Não é preciso fazer um esforço muito grande para verificar que os custos com Azure são reduzidos em escala considerável (em nosso exemplo, cerca de 35% mais barato). Isso sem falar em aspectos como backup, storage, load balancer, redundância, tolerância a falhas, etc, que agregam muito valor ao parque de recursos e que para serem implementados em um cenário local exigiria a atuação de profissionais especializados, o que elevaria ainda mais os custos da infra local e que no Azure, podem ser fácil e rapidamente implementados. Recursos de automação (que otimizam o uso dos recursos computacionais) também poderiam ser utilizados aqui no sentido de baixar ainda mais os vencimentos relacionados à infra.

 

Custo para 3 anos

Custo Mensal

Datacenter Local

R$ 477.976,00 de custo em 3 anos

  • Manutenção 9%
  • Licenças 7%
  • Área Datacenter 21%
  • Internet Redundante 59%
  • Energia Elétrica 2%
  • Refrigeração 2%

Datacenter Nuvem

R$ 312.552,00 de custo em 3 anos

  • Microsoft Azure + LGTI SG 50%
  • Licenças – Sem preocupação 0%
  • Área Datacenter – Sem preocupação 0%
  • Internet Redundante 15%
  • Energia Elétrica – Sem preocupação 0%
  • Refrigeração – Sem preocupação 0%

ECONOMIA DE

%

R$ 165.424,00

A melhora da internet no Brasil

A melhoria da qualidade da internet brasileira é, sem margem para dúvidas, um dos pontos mais decisivos para que as empresas movimentem-se no sentido “vertical” da nuvem pública.

Segundo um estudo recente (2013) da UIT (União Internacional das Telecomunicações), o Brasil foi um dos países (157 foram analisados) que teve a maior evolução de banda larga, chegando a ocupar 62a. posição no ranking. Além disso, foi um dos países que mais aumentou a penetração de internet rápida em sua população, passando de 22% para 37% no início de 2013. O estudo pode ser visualizado na íntegra aqui.

Especialmente em cidades maiores, esta melhora pode ser percebida mais facilmente. É comum conseguir links de 100, 200 MB de fibra ótica ou até mesmo links dedicados a custos acessíveis. Especialmente para empresas.

Como o acesso aos recursos da nuvem se dão necessariamente através da internet, nem preciso dizer que este fato ajuda (e muito) para que o processo de crescimento adoção/movimentação do/para Azure.

Datacenter no Brasil

Aqui me refiro diretamente ao Microsoft Azure. Este é outro importante aspecto que tem incentivado as empresas a buscarem a nuvem como opção e os fatores são diversos. Apenas para destacar alguns:

  • Alguns ramos de negócio, por lei, precisam manter dados hospedados no país de origem. Antes do datacenter no Brasil, todas as empresas ou instituições destes ramos estavam impedidas de manter suas estruturas no Azure por aspectos legais. Isso já não é um impeditivo mais.
  • Redução de latência no acesso aos recursos e dados é outro problema que foi endereçado com a disponibilização do datacenter no Brasil. Pode parecer preciosismo das organizações mas, para aplicações críticas, com arquiteturas complexas e altos volumes de dados, toda baixa de latência é bem vinda.
  • O datacenter no país abre uma possibilidade interessante para grandes organizações: conexão direta via fibra ótica com o pool de recursos lá disponíveis. É claro que esta não é uma opção aberta a todos os nossos clientes, entretanto, é uma nova possibilidade que foi aberta.
Seriedade no tratamento das informações e serviços

É um fato que as empresas querem e precisam saber exatamente onde e de que forma seus dados e serviços estão sendo armazenados/executados. Não apenas isso, querem e precisam das garantias de que tudo estará rodando sob a perspectiva de um ambiente seguro e resiliente.

Sabedora disso, a Microsoft buscou construir uma nuvem confiável. É possível a qualquer pessoa, cliente ou não do Microsoft Azure, saber exatamente como a Microsoft trata cada aspecto em relação a seus dados e serviços (conheça o Trust Center).

Além disso, existe a confiança auto gerada pelo fato de uma empresa do porte da Microsoft estar garantindo contratualmente todos os aspectos importantes e que são sensíveis em aplicações desta natureza.

Outro aspecto que pode ser colocado abaixo desta aba e que também corrobora para a confiabilidade da nuvem da Microsoft, é o suporte. Isso é levado super a sério aqui. O processo de suporte do Microsoft Azure é, reconhecidamente, um dos mais eficientes do mercado. Além disso, o suporte é oferecido também em português, o que dá conforto aos clientes quando um problema ou dúvida se apresenta.

Felizmente a boa fama se espalhou e isso tem feito com que as empresas sintam-se confortáveis em escolher o Azure como sua plataforma de serviços.

Servicos Gerenciados

Quando a maturidade da empresa identifica que a TI não é apenas um centro de custo, mas sim algo vital e diferencial para a competitividade da empresa, os Serviços Gerenciados da LGTi fornecem suporte para alinhar a TI à estratégia da empresa.

Soluções em Nuvem

Com a parceria do Microsoft Azure + Serviços Gerenciados da LGTi, você pode obter a melhor solução de extensão do seu Datacenter para a nuvem, como novas máquinas virtuais, backup online, caixas postais de e-mails e muito mais.

Consultoria Especializada

Com o corpo técnico altamente capacitado e certificado a LGTi fornece ao mercado projetos pontuais de consultoria e assessoria em infraestrutura de TI. Confira nossos cases de sucesso.

Gestão de Licenciamento

O LGTi SAM consiste em um conjunto de ferramentas que faz o inventário exato de todo o ambiente de licenciamento Microsoft, garantimos a conformidade do cliente perante a Microsoft.

Receba a newsletter da LGTI

Receba a newsletter da LGTI

Insira seu nome e email para receber nossas mensagens sobre tecnologia.

Seu email foi cadastrado com sucesso!

Pin It on Pinterest