Ler e-mails no ambiente de trabalho ou fora dele no próprio celular ou acessar sistemas corporativos do próprio laptop é cada vez mais comum. Essa mudança de comportamento no mundo empresarial em que funcionários carregam seus dispositivos pessoais para o escritório da empresa tem um nome: BYOD (bring your own device).

 

O movimento BYOD começou há cerca de oito anos e a adoção da prática tem crescido bastante. No Brasil, 40% das empresas já permitem que os funcionários levem dispositivos pessoais para o ambiente corporativo. O modelo permite que os colaboradores levem seus aparelhos, sem que precisem, obrigatoriamente, utilizar máquinas da empresa.

Por que utilizar BYOD na sua empresa

Quando bem implementado, uma política BYOD pode aumentar a produtividade e a satisfação dos colaboradores, assim como gerar uma economia na compra e manutenção de máquinas. Abaixo, você confere essas e outras vantagens do modelo:

Aumento da satisfação dos colaboradores

Quantas vezes você já reclamou ou ouviu reclamarem de um teclado ou mouse com problema no seu setor de trabalho? Ou de um computador lento ou com configurações diferente das que você costuma utilizar em seus dispositivos pessoais? Em um modelo BYOD, o funcionário leva seu dispositivo pessoal para o trabalho, ou seja, ele já conhece e se dá bem com ele, o que aumenta a produtividade e satisfação no trabalho. Além disso, essa liberdade de escolhas sobre o lugar, hora ou qual dispositivo utilizar também tendem a melhorar a percepção do funcionário em relação à empresa.

Melhora da produtividade

Poder acessar e-mails e arquivos essenciais a qualquer hora e lugar contribui para aumentar a produtividade no trabalho, segundo uma pesquisa encomendada pela Dell.

Maior usabilidade

É normal haver uma certa resistência à implantação de novos sistemas e aplicativos na empresa, já que isso representa uma mudança muito grande. No entanto, quando isso é feito no dispositivo próprio, o tempo de aprendizagem e adaptação dos usuários é bem menor.

Redução de custos

Como os funcionários utilizam os próprios dispositivos, a empresa não precisa arcar com despesas relacionadas à hardware, como manutenção e compra de dispositivos novos, reduzindo os custos de operação.

Mobilidade

Acessar sistemas e ferramentas de trabalho de qualquer lugar com acesso à internet elimina a obrigação de estar fisicamente na empresa. Isso permite uma mobilidade muito maior dos funcionários, principalmente aqueles que têm como parte do seu trabalho sair a campo.

Desafios do BYOD

O BYOD traz diversos benefícios mas aumenta a pressão sobre o setor de TI, que precisa gerenciar os dispositivos e mantê-los seguros. Segundo um estudo do Gartner, somente 27% dos CIOs norte americanos acreditam estar preparados para enfrentar ameaças relativas ao modelo BYOD. Isso significa que proteger os dados da empresa ainda é o maior desafio da implementação de um programa como esse.

Fica evidente que a empresa não pode simplesmente liberar o uso de equipamentos pessoais para fins corporativos, sem antes criar uma política de uso. É preciso cobrir todos os riscos legais que a medida pode representar para a empresa e, claro, adequar os processos internos a essa nova realidade.

Sua empresa tem alguma política de BYOD? Comente!

Receba a newsletter da LGTI

Receba a newsletter da LGTI

Insira seu nome e email para receber nossas mensagens sobre tecnologia.

Seu email foi cadastrado com sucesso!

Pin It on Pinterest

Share This